Em 1991, chega ao fim a Guerra Fria, uma disputa entre EUA e URSS. Porém a disputa entre as empresas pelo mercado dos jogos eletrônicos continuava.
 
Com o lançamento de uma nova mídia física, o CD, teve inicio um novo paradigma no armazenamento e transporte de dados digitais. O impacto na utilização dessa nova mídia nos Computadores implicou em outras indústrias como da música, como exemplo dessa mudança temos a substituição do walkman pelo discman.
A indústria de consoles de videogames não ficaria pra traz. A Atari lança o Jaguar CD, um periférico que possibilitaria utilizar jogos em CD no seu console Jaguar, no entando, sem muita expressão. A era de ouro da Atari foi na década de 70 com o Atari 2600. A SEGA lança o Sega Saturn, que rodava jogos em CD e a SONY o incrível Playstation, também com jogos em CD.
Se o NES mostrou a Nintendo que o seu negócio seria os Jogos Eletrônicos, o SNES reafirmou o seu futuro. Não pretendendo ficar para traz a Nintendo lança em 1996 seu novo console, o Nintendo 64, porém com jogos ainda em cartucho, que apesar de carregar os jogos mais rápido do que a mídia digital, fez com que fossem perdidos alguns desenvolvedores.
Originalmente o console era cinza escuro, com os cartuchos e joystick em cinza claro. Depois foram lançadas versões customizadas e em cores variadas. O seu design (console e joystick) era diferenciado e havia entrada para até quatro joysticks.

Novamente a Nintendo inovou, o joystick do Nintendo 64 aproveitou a ideia de utilização da Alavanca Analógica e lançou “moda” com o Botão Z que funciona como uma espécie de gatilho e o Rumble Pak que é um acessório que fez o joystick vibrar de acordo com os acontecimentos do jogo.

Seus acessórios foram focados no console, sendo os mais relevantes o Controller Pack, um cartão de memória para salvar o andamento do jogo. O Expansion Pack, uma espécie de cartão de memória RAM que possibilitava o uso de um modo gráfico em alta resolução em alguns jogos. O Wide Boy 64, que era um adaptador que permitia usar os cartuchos do GBC e GBA e ainda um  cabo S-Video Cable oferece uma imagem de melhor qualidade do que os cabos RCA.

Em relação aos jogos, a Nintendo obviamente manteve suas séries clássicas: Super Mario, Donkey Kong, Mario Kart, Star Fox, The Legend of Zelda, porém alterando o gameplay do 2D para 3D. Além do lançamento de outros jogos como: Golden Eye 007, Super Smash Bros, Pokémon Stadium, Resident Evil 2, Banjo Kazooie, Star Wars, Perfect Dark e tantos outros.

Na geral, em termos de vendas mundiais, o Nintendo 64 conseguiu ser o segundo console mais vendido de sua geração, vendendo um total de 32 milhões de unidades, enquanto o primeiro colocado, o Playstation 1 da SONY, vendeu 102 milhões de unidades e o terceiro colocado, o Sega Saturn que vendeu 8 milhões de unidades.

A Nintendo manteve-se competitiva, porém, o lançamento do PS1 da SONY, trouxe grandes mudanças para a indústria dos videogames e tendências para os jogos eletrônicos. Os jogos para Computadores ganharam força e com o avanço contínuo da tecnologia, muitas outras novidades estavam por acontecer.