O criador de Pokémon Prism, projeto feito por um fã baseado na franquia de monstrinhos da Nintendo, foi cancelado. Isso faz oito anos de desenvolvimento serem encerrados do ano, faltando apenas quatro dias para a ROM ser finalmente lançada.

“Pokémon Prism foi cancelado” escreveu Adam, o criador e desenvolvedor da ROM Hack, em um post no Facebook. “Obrigado a todos pelo seu suporte através dos anos. Sinto muito ter acabado deste jeito. Eu farei um post mais longo em breve, mas estejam cientes que esta página será fechada em alguns dias.”

Junto do breve anúncio está um documento que parece ser do time de legislação da Nintendo Australiana. A carta cita que Pokémon Prism — e Pokémon Brown, o projeto anterior de Adam, que lhe deixou conhecido na comunidade de Pokémon — como uma violação da propriedade intelectual da Nintendo, mandando Adam “cessar com qualquer trabalho neste jogo.”

“A Nintendo entende que você é um fã dos produtos originais e da franquia da Nintendo,” diz a carta. “Enquanto isso é notável, infelizmente não muda o importante papel que a Nintendo, que precisa manter toda a sua vasta propriedade intelectual totalmente protegida e que nenhum uso dessa propriedade intelectual pode ser feito sem a supervisão e autorização apropriada.”

Para evitar mais problemas com a lei, Adam deve não só parar de trabalhar em Pokémon Prism, mas também deve remover os links para downloads de jogos anteriores feitos por ele, como Pokémon Brown. Seu site agora mostra um link para a carta da Nintendo e uma curta mensagem de agradecimento aos fãs.

Isso marca um fim amargo para Prism, que estava para ser lançado no dia 25 de Dezembro. Desde que começou a ser desenvolvido oito anos atrás, os fãs estavam muito ansiosos para o lançamento da versão final do jogo.